• Admin

Metrônomo: o guia completo sobre o assunto

O que é metrônomo?

O metrônomo é como um relógio que marca o tempo da música, e assim, indica o seu andamento. Ele pode ser um aparelho físico, um software executado em computadores, ou um aplicativo para tablets e celulares. Ainda é possível encontrar faixas sonoras com a marcação do tempo ou metrônomos online.

No caso do metrônomo físico, os modelos mecânicos, que são mais antigos, são um pêndulo, com o tempo ajustado por meio da sua haste. Existem também os metrônomos eletrônicos, que fazem a marcação por um sinal sonoro, pelo piscar de uma luz ou por vibração.

Da mesma maneira, o recurso por software marca o tempo da música. Porém, nesse caso ele é executado por meio de outro aparelho. Esse tipo de ferramenta também permite o ajuste do tempo.

Existem versões de alguns instrumentos como piano, teclado e bateria eletrônica que trazem o metrônomo embutido. Isso ajuda nos estudos, pois permite mais precisão, sem a necessidade de nenhum recurso externo.


Como ele funciona?

Para entender o que é o metrônomo, é preciso saber que a música tem um tempo determinado e, dentro disso, pulsações. Elas são basicamente um ritmo constante que se mantém durante toda a sua execução.

Dessa maneira, o equipamento faz a marcação da pulsação, de forma regular, o que permite que o músico saiba a duração de cada nota e de um ritmo dentro da música.

Assim, é importante compreender que cada toque no instrumento, seja um acorde, uma palhetada ou um ritmo, tem a sua duração determinada. Isso faz com que o andamento da música seja correto e nada fique embolado.

Contudo, é válido destacar que o metrônomo faz a marcação de forma regular. Porém, muitas músicas não seguem o mesmo andamento o tempo todo, já que as variações rítmicas são bem comuns.

O pulso da música é medido em batimentos por minuto (bpm). Essa é uma medida difícil de fazer, mas alguns modelos de metrônomo têm a função tap bpm (ou tap tempo), onde o usuário dá toques na tela de acordo com o compasso e o próprio aparelho identifica o andamento da música.

Dessa maneira, quanto mais alto for o bpm, mais rápida será a execução. Assim, a maioria dos metrônomos consegue fazer a marcação entre 35 e 250 bpm. Nesse caso, quem faz o ajuste do tempo que deseja tocar é você.


Para que serve?

Como você já deve ter percebido, o metrônomo é um aparelho importante para quem busca precisão na hora de tocar ou estudar. De maneira bastante objetiva, ele serve para que o instrumentista não saia do tempo adequado. Quando o músico utiliza o metrônomo, ele consegue manter a constância ao tocar, e, assim, evita que se perca.


Em quais instrumentos pode ser usado?

Normalmente quem mais usa o metrônomo é o baterista, por sua função rítmica nas músicas. Para a bateria, é importante que se tenha uma boa noção de tempo, para conduzir a banda e manter o andamento.

Porém, é importante que todos os músicos compreendam o tempo da música e consigam uma execução adequada. Para conseguir um bom desempenho tanto nos estudos, quanto nas apresentações e gravações, é necessário que todos os instrumentistas utilizem o metrônomo com regularmente.

A dica é que, independentemente do seu instrumento, você se familiarize com o metrônomo e use ele como seu aliado para o desenvolvimento musical. Algumas pessoas odeiam a ferramenta, mas é preciso compreender o seu valor para o aprendizado.


Como usá-lo?

O metrônomo pode ser usado de muitas maneiras, de acordo com a sua intenção. Confira algumas das principais.


Para estudar técnicas

Em estudos de técnicas, por exemplo, ter a marcação do tempo é fundamental tanto para medir a sua evolução, quanto para garantir a constância da execução dos exercícios.

Assim, você pode optar por estudar a técnica que desejar, com base nos seus objetivos. A dica é começar com o metrônomo em uma velocidade mais baixa e aumentar conforme o exercício ficar mais fácil. Com isso você consegue saber qual é a sua real velocidade, além de perceber a melhora.

Para ajudar a acompanhar a evolução, é bacana registrar em vídeo e anotar qual o bpm utilizado. Uma dica que pode ser interessante para algumas pessoas, é definir metas, para um determinado prazo de tempo.

Mas evite estabelecer objetivos muito difíceis, para não perder a motivação. O ideal é manter os exercícios desafiadores, mas não impossíveis ou muito complicados de serem realizados.

Existem também alguns aparelhos que contam com o recurso de aumentar gradativamente a velocidade marcada. Isso pode ser programado, por exemplo, a cada um minuto o metrônomo sobe 10 bpm. Então, se você começar o exercício em 60 bpm, após o prazo, o metrônomo muda para 70 bpm e assim por diante.


Para tocar músicas

Da mesma maneira, você pode usar o metrônomo para tocar músicas no tempo correto. Para isso, é preciso programar o aparelho de acordo com a velocidade da música e seguir o seu andamento. Porém, como dito anteriormente, é preciso ter atenção com as mudanças de tempo que podem acontecer em algumas músicas.

Naturalmente, a mesma dica dos exercícios vale para as músicas. Nem sempre conseguimos executá-la na velocidade original, e não há problema nenhum nisso. Quando essa situação acontecer, você pode começar em uma velocidade menor, parte por parte, e acelerar a medida que ficar mais seguro. Mas lembre-se de que, nesses casos, o objetivo é chegar no andamento original, não acelerar mais.

Para evitar se perder por conta da complexidade ou das variações rítmicas, uma forma de estudos que é bastante válida é treinar as partes da música separadamente. Assim, quando cada parte estiver bem tranquila e fluida, você pode juntar e tocar a música toda.


Para sincronizar a banda

As bandas que desejam evoluir precisam contar com músicos comprometidos, que levem a sério os estudos. Por isso, é importante que todos os integrantes tenham o hábito de treinar as músicas com o metrônomo. Dessa maneira, na hora da execução, todos estarão sincronizados e não enfrentarão problemas em relação ao andamento da música.

No entanto, existem algumas maneiras de usar o metrônomo também durante os ensaios, gravações e até em shows. Para os ensaios, vocês podem usar o metrônomo conectado à própria mesa de som ou amplificador, caso não tenham um aparelho já com essa função, de maneira que fique audível para todos.

Os estúdios de gravação costumam ter pontos eletrônicos para os músicos, para permitir que eles ouçam a marcação do tempo, o que garante que o andamento esteja adequado e sincronizado entre a banda.

O mesmo vale para shows. Em eventos maiores, o ponto eletrônico é necessário para garantir a comunicação e a sincronia entre os membros, e também, para a marcação do tempo. Quando isso não for possível, geralmente apenas o baterista consegue ouvir o metrônomo, para evitar que o som chegue até o público.


Quais as vantagens de estudar com o metrônomo?

Agora que você já sabe o que é um metrônomo, qual a sua função e como utilizá-lo, já deve ter percebido que ele é uma ferramenta muito importante para os músicos. Dessa forma, não importa se a sua intenção é tocar por prazer ou profissionalmente, se você deseja conseguir bons resultados, precisa aprender a incorporar o recurso na sua rotina de estudos.

Assim, muitos músicos, especialmente quando iniciam o aprendizado, sentem dificuldade em se acostumar, ou não gostam de usar o metrônomo. Contudo, é necessário buscar uma boa relação com a ferramenta, porque ela ajuda bastante na evolução.

Quando se começa a aprender um instrumento, se desenvolve uma técnica nova ou até mesmo se aprende a tocar uma música diferente, é muito comum ter dificuldade de manter a constância no andamento. Existem instrumentistas que nem mesmo percebem que estão tocando fora do tempo.

Dessa forma, o metrônomo é um grande aliado para manter o foco e a constância. Com a marcação eficiente de tempo, que respeite seu aprendizado e estimule a evolução, você consegue cada vez mais precisão ao tocar. Com o tempo, essa noção rítmica fica tão natural, que você já consegue executá-la, ou mesmo, percebê-la nas músicas de maneira espontânea.

Além disso, o aprendizado das músicas com o metrônomo garante que elas sejam tocadas de acordo com o tempo da versão original. Com isso, músicos que nunca tenham tocado juntos, bandas que forem tocar músicas novas ou que estão paradas, conseguem sincronia.

Para evoluir nos estudos da música não existe segredo, é preciso ter dedicação e treino constante. Mas é importante garantir que os estudos sejam feitos de maneira eficaz, pois, caso contrário pode virar perda de tempo. Assim, o metrônomo é uma boa alternativa para ajudar com isso.


Qual o melhor metrônomo?

Como já foi dito, existem vários tipos de metrônomos, que atendem à diferentes perfis. A essa altura você deve ter ficado confuso sobre qual tipo é o melhor para o seu caso.

Na hora de escolher o metrônomo, é preciso avaliar qual é a sua necessidade em relação ao recurso. As versões encontradas na internet podem ser interessantes para começar a se acostumar com a ferramenta, porém elas tendem a ser limitadas.

O problema dos softwares e aplicativos é que eles não têm muitos dos recursos que dão mais autonomia e precisão ao músico. Os modelos profissionais, por exemplo, oferecem a possibilidade de programar o aparelho de acordo com a sua necessidade e de gravar os andamentos que você mais usa. Se a intenção for encontrar um metrônomo para acompanhar a banda toda, é ainda mais importante que ele seja de qualidade.

Além disso, o aparelho precisa ser confiável e preciso, que são características que nem sempre são possíveis em versões da internet. Assim, existem muitos produtos de qualidade, por um preço acessível, que podem ajudar a melhorar os seus estudos. É importante pesquisar sobre as marcas disponíveis, e avaliar qual mais atende as suas necessidades e disponibilidade de investimento.

Na hora de comprar o seu instrumento, também é interessante observar se ele já tem o metrônomo embutido. Em alguns casos pode ser uma boa opção, pois isso facilita bastante na hora de tocar.


Como escolher a empresa ideal para comprar o metrônomo?

Depois de conhecer as vantagens de usar o metrônomo e descobrir qual é o melhor para o seu caso, é hora de procurar a melhor empresa para fazer a compra do equipamento. Uma dica para a sua segurança é evitar comprar o produto em lojas fora do Brasil, pois isso trará dificuldades, caso precise fazer a troca ou devolução, além de correr o risco de ter problemas com taxação.

É importante ter a garantia de adquirir um produto original, pois isso dá a você uma segurança a respeito da qualidade. Por esse motivo, a recomendação é comprar em lojas autorizadas das marcas.

Com este guia, deu para compreender o que é um metrônomo e qual a sua importância na vida dos músicos que desejam evoluir, não é mesmo? A partir de agora, explore o recurso como uma forma de ajudar você a melhorar cada vez mais e ter mais autonomia na música.


Fonte: https://www.teclacenter.com.br/blog/o-que-e-um-metronomo/

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 por Insignare Music